Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Restart

A Restart é um centro de formação profissional que constitui um espaço único de formação, produção e animação cultural em Lisboa.

Workshops para 2010

Qual o workshop que gostarias de realizar na Restart? Estamos prontos a receber sugestões. Envia-nos a tua proposta para:

escolarestart@gmail.com

 

 

 

Restart decora autocarro para Cin-Remake 09


A Restart foi uma das instituições convidadas a participar no CIN RE-MAKE'09, um projecto que, entre os dias 26 de Outubro e 26 de Novembro, vai encher de cor e design os transportes públicos de Lisboa e Porto.

Quatro autocarros, da STCP e Carris, e quatro carruagens do Metro de Lisboa e do Porto foram as "telas" distribuídas «pela CIN a alunos de universidades de arquitectura e design do país que tiveram como desafio "transformar estes transportes públicos em obras de arte, conjugando cor com diferentes géneros musicais". Depois do sucesso e impacto da edição de 2008, fez com que a CIN apostasse na continuidade e expansão deste projecto em 2009, alargando-o ao Porto e ampliando-o na quantidade e tipologia de transportes públicos. Assim, autocarros da Carris, metro de Lisboa e transportes da STCP do Porto “combinam a cor e a música numa simbiose de efeitos muitos originais. Numa tentativa de mostrar “aquilo que a cor permite alcançar”, foram dados aos estudantes os transportes para redesenhar como “uma tela de arte”.

Restart, IADE, Faculdade de Arquitectura de Lisboa, ETIC, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos, Universidade Católica Portuguesa do Porto - Escola de Artes, Som e Imagem, e Escola Superior Artística do Porto; são as escolas e universidades convidadas para a criatividade deste projecto em 2009.

À Restart enquanto instituições de ensino convidada, foram atribuídas as temáticas, Green Etnic e Yellow Pop, projectos que foram desenvolvidos por alunos do curso de Design Gráfico e New Media da escola. Infelizmente apenas a Green Etnic saiu à rua, visto a organização ter restringido a um
projecto por escola. 


Projectos Restart

Green Etnic, projecto de Inês Tafoy e Joana Oliveira

Partindo do universo Green Etnic e do código de cores da CIN que nos foram apresentadas, a ideia era criar um grafismo baseado na construção e mistura de padrões.

"Green" remete para o contexto da natureza e "Etnic" para a convivência e fusão de elementos diferentes no mesmo espaço.

Assim, a natureza e o mundo animal surgiram como fontes de inspiração e referências. Observámos padrões, linhas que se repetem e vão fluindo presentes em plantas, árvores e fósseis, assim como, pele de crocodilo e asas de borboletas. Depois da análise destes elementos criámos o nosso próprio "padrão" que pretende assumir-se como uma verdadeira "selva" preenchida de elementos que se vão integrando e fluindo ao longo do veículo. O autocarro "green etnic" pretende deixar um rasto de "ar fresco" em plena cidade, tornando-a ainda mais étnica.


 

 

 

 

 

Yellow Pop, projecto de Tito Santana e Sara Osório
Representação caótica de uma vivência em transportes públicos”

Juntando o gosto pela ilustração a episódios caricatos que, diariamente, acontecem num transporte público, este projecto procura criar histórias e personagens que permitem, a quem olha, analisar os vários estereótipos que frequentam este tipo de transporte, observar diferentes aventuras e absorver toda a dinâmica visual criada pela situação de caos representada.
O humor está sempre presente de modo a procurar mudar o espírito quotidiano de quem entra nesta viagem e despertar a curiosidade de outros que não utilizariam um meio de transporte público noutra situação.

 

 

 

 

 

 

Conferência Brands Like Bands

 

No passado dia 10 de Novembro, decorreu na Restart, a Conferência “Brands Like Bands”. Num auditório praticamente esgotado Sílvia Pouseiro e Fernando Barros, organizadores do evento, deram inicio à conferência cujo objectivo era promover o debate de temáticas actuais de Marketing, nomeadamente a força das marcas musicais: bandas e músicos.

 

Fernando Barros, da Brands Like Bands, deu início à conferência analisando a marca Rolling Stones, marca cuja facturação, segundo a revista Fortune, ascende os 1000 milhões de dólares, sendo por isso considerada uma das maiores Superbrands do Mundo.

 

 

 

Lançado o tema da conferência, António Câmara, CEO da Ydreams, foi o primeiro do painel de convidados e apresentar o seu ponto de vista sobre este tema descrevendo as que são para si as principais características de um bom marketter. Tudo se resume a ser um “bom contador de estórias”, para cativar e prender a atenção do público tem de saber contar uma estória.

 


Do painel de convidados interveio ainda Carlos Coelho, fundador e CEO da Ivity Brand Corp, que através de imagens e diversas analogias com outras marcas e até casas de banho, justificou como uma banda se torna muito mais eficaz a conquistar o público quando se torna uma marca.
 


A conferência seguiu para uma conversa em jeito de mesa redonda entre os anteriores intervenientes e ainda Rita Redshoes (música) e Nuno Gonçalves (músico, The Gift). Agora com representantes de ambas as áreas, a discussão foi intensa. Enquanto marketters defendem que a marca é importante para que uma banda se destaque aos olhos do público, músicos defendem que uma banda quando se forma não tem uma marca e que esta nunca é uma questão pensada ou debatida. Para os músicos existe apenas visão da banda como paixão, enquanto aos olhos de Carlos Coelho e de Francisco Barros uma banda é sempre uma marca a partir do momento em que se forma e que escolhe um nome, criando uma identidade que contribui para a fidelização do público em torno da banda.

 



 

 


A conversa e debate de ideias prolongaram-se ao longo da tarde e com bastante intervenção do público. Terminou com o concerto da YBand.


 

Curso de Design Grafico e New Media - Nivel I



OBJECTIVOS
Desenvolver e aprofundar competências associadas à criatividade e exploração de linguagens, à capacidade de experimentação e expressão, assim como às tecnologias associadas ao design de comunicação, gráfico e new media. Adquirir estratégias transversais que, associando teoria e prática, permitam conceber, desenvolver e produzir projectos criativos orientados para o mercado de trabalho. Nível I: design gráfico de impressão.

PÚBLICO-ALVO
Activos e estudantes com formação prévia ou vocação para artes visuais, design, arquitectura ou outras áreas gráficas.

SAÍDAS PROFISSIONAIS
Designer júnior para empresas de design e comunicação, produtoras multimédia, agências de publicidade, produtoras de vídeo e publicidade, e estações de televisão (com os dois níveis de formação completos). Bom nível de saída para empresas de design com a componente de web design (com os dois níveis completos).

CONTEÚDOS
TRATAMENTO E CRIAÇÃO DE IMAGEM (36 horas)
PRODUÇÃO GRÁFICA (20 horas)
IDENTIDADE CORPORATIVA (48 horas)
PACKAGING (48 horas)
PUBLICIDADE (48 horas)
DESIGN EDITORIAL (50 horas)


FORMADORES
Catarina Redol | Designer
Paulo Arraiano | Designer e Ilustrador
Susana Antão | Designer
Paulo T. SIlva | Designer
Carlos Rego | Designer
Pedro Falcão | Designer
Fernando Pina | Designer
Patrícia Sobral | Designer
Luís Jorge | Copywriter

HORÁRIO
Out.2009 a Jul.2010
3ª,5ª | 14h-18h* OU 19h-23h* _ *últimas vagas
Nov2009 a Jul.2010
2ª,4ª,6ª | 16h30-19h30

250h (+20 horas livres)

Vagas
16 Participantes
(mínimo 8)

PREÇO

Inscrições | 150€
Prestações 11 (Outubro a Agosto)
tarde | 280,00€
noite | 320,00€